Porquê Biosofia?

A pergunta que dá título ao editorial deste primeiro número pode, na verdade, conter dois sentidos: por que se decidiu publicar a revista “Biosofia” ou por que foi este o nome que se escolheu para designá-la.
Confiamos, por fundamentadas razões, na adequação do nome aos objectivos visados por esta nova revista; porque assim é, a […]

Solidão - Pesadelo aterrador ou oportunidade abençoada?

Haverá alguém que, ao menos uma vez, não tenha sentido um travo amargo na boca, um nó na garganta, o coração magoado, o peito sufocado na dor de um estranho vazio, a vontade de olhar uma outra face, ., o «silêncio pesado» que arrasa a mente ou a necessidade de estar com alguém ausente? […]

A Escola sem Medo? Uma abordagem da Pedagogia segundo Rudolf Steiner

Parecia ser inevitável, na nossa civilização, que o percurso escolar de uma pessoa estivesse ligado ao medo. Conhecemos as histórias do quarto escuro, da palmatória, das orelhas de burro à janela, da permanência em horas extraordinárias, da peregrinação por outras salas com dísticos esclarecedores do “crime”, etc., etc.! Felizmente que sucessivas legislações vieram refrear estas […]

Os Cidadãos e o aprofundamento da Democracia

Todo o cidadão consciente está naturalmente empenhado em contribuir para o progresso social e em participar na resolução dos inúmeros problemas existentes. Generaliza-se cada vez mais a convicção de que a intervenção cívica no sentido de propor e concretizar medidas ou reformas de âmbito político, económico, social e cultural é um complemento importantíssimo da […]

Problemas da 3a Idade

Olof Palme, o grande estadista sueco, repetiu com frequência, por estas ou por outras semelhantes palavras: “os mais idosos são o fundamento da cultura de uma sociedade; é sob os alicerces do seu trabalho que usufruímos o presente e construímos o futuro”. Os grandes filósofos e sábios da Grécia Antiga deixaram eloquentes e enfáticos […]

Acreditar ou Compreender - Alguns pontos nos i’s…

“No Universo inteiro, em cada forma, subjaz uma alma; em cada movimento, subjaz um impulso; em todos os efeitos, subjaz uma causa; em todos os tempos, subjaz uma eternidade; em todas as construções, subjaz um plano que se executa.”
(Ed. CLUC, N.E. IV, Lisboa 1996)
Há sempre algo de muito sublime cada vez que alguém se […]

Helena Blavatsky - A Sabedoria Universal

Considero que ter existido alguém como Helena Petrovna Blavatsky é um motivo de legítimo orgulho para a Humanidade e, em particular, para aqueles que (como eu) defendem e se esforçam por fundamentar e dignificar ideias semelhantes às que tão sabia e profusamente expôs.
Temos para nós que é impossível que alguém, dotado de conhecimento, de […]

Agostinho da Silva - A grandeza de um “marginal”

De família algarvia e alentejana, George Agostinho Baptista da Silva nasce no Porto a 13 de Fevereiro de 1906, próximo da estação de Campanhã. Morre em Lisboa a 3 de Abril de 1994, no hospital de S. Francisco Xavier.
Com oito meses foi viver para Barca d`Alva, Concelho de Figueira de Castelo Rodrigo, onde passou […]